crônica, moda

ronaldo sempre ronaldo

300817-ronaldofraga-primaveraverao-201718-37-400x600

Ronaldo Fraga inovou mais uma vez. Além de entrar no universo de moda praia, trouxe com muita leveza, a diversidade e a democracia que a praia nos proporciona. Não se trata de mais um desfile do SPFW 44 (São Paulo Fashion Week), mas de mostrar que a moda também pode ir além do que se veste.

O desfile, ao ar livre, mostrou uma coleção de beachwear com a cara do estilista, retrô e ousado. Com a atmosfera dos anos 20, quando a praia começou a ser frequentada como lazer, o que se viu não foram apenas biquínis mas roupas de praia inspiradas no que já foi uma moda um dia.

O mais importante, no entanto, ficou por conta do conceito do desfile. Na passarela, o casting mostrou a diversidade. Na praia do mineiro todo mundo pode entrar. Bonitos, feios, negros, brancos, trans, velhos, gordos, amputados… Os “diferentes” e excluídos da tão usual beleza plástica das modelos magras e bronzeadas da indústria fashion.

Não é sobre moda, coleções ou design, mas sobre a essência do ser humano. Genial!

LKV

fotos:reprodução/internet
Anúncios
crônica

já ouviu falar em parklets?

Um novo conceito, uma tendência urbana, um upgrade para o cotidiano. Parklets são espaços públicos, que criam mais áreas de convivência e espaços humanizados nas grandes cidades trazendo mais conforto e melhorando a paisagem. São como minipraças, que funcionam como uma extensão da calçada, instaladas nas vagas dos carros.
A ideia é aumentar o espaço por pessoa, ativar a recreação e o comércio, e restringir o espaço dos automóveis nos centros urbanos.
Os parklets foram instalados, inicialmente em 2010, em São Francisco (EUA) e a partir daí invadiram as cidades pelo mundo afora. No Brasil, o primeiro parklet chegou em São Paulo em 2013, mas agora estão caindo no gosto da iniciativa privada. Qualquer pessoa, comerciante ou comunidade pode tomar a iniciativa da instalação de um parklet, desde que tenha condições de assumir os custos da instalação e manutenção do projeto.
O objetivo real é criar espaços democráticos, e não privativos, o conceito é que todos possam usufruir daquele espaço, independente de quem o criou ou o patrocina. Não se pode distorcer a originalidade do projeto que tem a intenção primordial de criar mais espaços públicos, para que qualquer pessoa possa interagir e conviver de maneira mais harmoniosa com a sua própria cidade.
Entenda melhor a ideia nas fotos de parklets espalhados pelo mundo.

LKV

parkletspstreet32_parkletyc1szt02bt1hz5cy

parkletsp_01
reprodução/internet

parklet parklet13 Parklets-Arquitetura-Sustentavel-7 Parklets-Arquitetura-Sustentavel-13

crônica

coragem!

Ontem o cachorrinho intitulado “Coragem” fez o trabalho de muita gente. Catou de dentro do rio Tietê, em São Paulo, várias garrafas pets. Como se estivesse incomodado com a sujeira, sozinho, fez a sua parte. Muito corajoso mesmo! O ser humano suja e o cão limpa. Belo exemplo! Pena que existem poucos corajosos por aí….Acredito que esta cena vai ficar na lembrança, pelo menos na minha. Precisamos realmente de muita coragem. Coragem pra mudar os fatos. Coragem pra combater a corrupção. Coragem pra enfrentar a política brasileira. Coragem pra sair às ruas. Coragem pra corrigir os problemas. Coragem pra melhorar a educação. Coragem pra ler os jornais diariamente. Coragem pra ter muita esperança de dias melhores pro nosso país.

LKV