crônica, inspiração

já ouviu falar em perennials?

lightstargod

O conceito de millennials já está mais difundido do que nunca em diversos lugares, principalmente na web. São aqueles nascidos entre os anos 80 e 95, ou também a chamada geração Y. Um grande mercado consumidor.

Agora descobriu-se um outro grande nicho: perennials, ou aqueles que levam um estilo de vida “ageless“, sem idade definida. São, especificamente, mulheres acima dos 40 anos.

stocksnap

Como eu, quem escreve aqui!

O conceito vem de “perene” e foi criado no fim do ano passado, pela empreendedora de tecnologia Gina Pell, na revista Fast Company. Para ela: “é uma pessoa que cultiva um estilo de vida que harmoniza hábitos e gostos de diversas idades. Um movimento que não se baseia em noção cronológica, mas em identidade social“.

Ou seja, fora ao conceito de meia-idade!

A SuperHuman, uma produtora de Londres especializada em conteúdo feminino, realizou uma pesquisa onde foram entrevistadas mais de 500 mulheres acima de 40 anos no Reino Unido, confira o resultado:

2/3 dessas mulheres acreditam estar no auge da vida,
67% se sentem mais confiantes do que há dez anos,
84% acreditam que não podem ser definidas pela idade,
90% tem estilo e atitude muito mais jovens do que tinham suas mães.”

“Essas mulheres tem sede de experiências tanto quanto as millennials”, afirma Sandra Peat, cofundadora da SuperHuman.

thedigitalartist

Além disso, também estão dizendo por aí que os 40 são os novos 30…

Independente de idade o que importa é a atitude, o comportamento e o estado de espírito. Não achar que está velha demais para determinadas coisas… Não se importar tanto com a opinião dos outros… Não precisar da aprovação de ninguém…

A maturidade traz uma forma de liberdade que até então era desconhecida, uma liberdade de quem deseja buscar viver de uma maneira mais suave e sem tanto peso pra carregar.

Desmistificando a velha rotina de filhos e trabalho. Afinal, tudo o que temos na vida são fruto da opção e das escolhas que um dia fizemos. Sem lamentações!

Saber que cada época vivida teve o seu momento de importância e serviu de aprendizado. E que é legítimo se reinventar e buscar novos desafios. Poder ter a certeza de que é sempre possível recomeçar.

Sem autossabotagem ou cobranças inúteis.

thedigitalartist2

A ideia é ir mais a fundo, não é só uma questão de fase, roupas para vestir ou lugares a frequentar. É uma questão de estilo de vida. De escolha própria. De ter coragem de encarar a própria vida e saber o que fazer com ela.

Acertando ou errando? Uma questão para ser assimilada e digerida a longo prazo. Uma vez que, com toda certeza, ainda nos resta algum tempo!

Veja exemplos de algumas mulheres famosas consideradas perennials:

Jennifer Lopez e Xuxa

Cindy Crawford e Sara Jane Adams

LKV

fotos:reprodução internet/Pixabay
fonte: MarieClaire
Anúncios
moda

o seu quadril largo é um problema para você?

Se a resposta for não, MARAVILHA! É isso mesmo temos que encontrar a nossa própria beleza do jeito que somos.

Mas se a resposta for sim, você precisa urgentemente mudar este conceito.

QUADRIL-LARGO-JEANS

Somos mulheres que sim, temos quadril largo, bumbum grande, coxa grossa. A maioria da população feminina do nosso país é feita por mulheres com este biotipo. Podemos até nos inspirar em estilos europeus e modelos americanos de se vestir, mas temos que adaptá-los para o nosso padrão. A beleza do mundo é esta diferença!

Existem muitas dicas de como disfarçar o quadril largo apenas com as roupas. Deixando um look mais equilibrado, criando uma ilusão de ótica e fazendo a felicidade de quem o espelho reflete.

Aí vão algumas dicas para suavizar o quadril largo, se ele incomodar…

1 Procure dar a mesma proporção ao look, tanto na parte de baixo quanto na parte de cima. Ou seja, crie um artifício fashion para a parte de cima. Como uma cor ou estampa mais chamativa, uma modelagem ampla, ou um detalhe que dê mais volume na parte superior (um bom exemplo são os babados, que estão em alta).

Dê preferência à peças mais compridas em cima, que ultrapassem a altura do quadril. Blazer, colete alongado e camisa mais extensa.

3  Use a peça de cima por fora da calça ou saia. Este truque cria menos volume e não marca tanto a silhueta.

4 Não use roupas muito justas na região do quadril, com certeza, ela vão ressaltar o volume.

5 Mude o foco da atenção, ou seja, chame o olhar dos outros para outro ponto, como um decote, por exemplo. (Não precisa exagerar!)

Porém, a ideia deste post é a de valorizar a mulher e as suas curvas. Se quiser seguir as dicas acima, tudo bem, a opção é toda sua.

Quero fazer diferente, não só mostrar o que está certo ou errado, mas sim oferecer muito mais inspiração pra você ser feliz da maneira que quiser. E afirmar que sim, podemos usar roupas lindas, estar fashion, e se vestir muito bem como todas as nossas formas arredondadas.

Confira esta seleção de looks que provam que a beleza é muito mais do que o tamanho do quadril representa.

Kim Kardashian, a fashionista

KIM-KARDASHIAN

Fátima Bernardes, a bem vestida

FATIMA-BERNARDES

Mulheres maravilhosas…

KIM-KARDASHIAN-LOOKS

QUADRIL-LARGO-SHORTS

Espero que tenha ajudado e que vocês tenham gostado!

fotos:reprodução
moda

a pior inimiga de uma mulher: ela mesma!

by RyanMcGuire
by RyanMcGuire

Às vezes achamos que o mundo está contra nós e que o universo conspira contra. Ledo engano! Nosso maior inimigo somos nós mesmos. Vivemos um processo de autossabotagem que não conseguimos enxergar, seja no âmbito profissional, nas relações pessoais, no namoro ou casamento. É mais fácil e compreensível achar que a culpa é do outro. Muito pelo contrário, é a mais pura verdade o pensamento de que recebemos aquilo que damos.

Observando o universo feminino podemos concluir que a mulher é a mais clara forma de expressão deste fato. Muitos dizem que a mulher não é amiga de outra, que gostam de competir entre si, que se arrumam para causar cobiça em outra mulher… Pra mim isto não condiz com a realidade. A pior inimiga de uma mulher só pode ser ela mesma. Porque a vaidade encobre o que, na maioria das vezes, não queremos enxergar. Nossas limitações, erros ou falhas. Todos somos passíveis de imperfeições.

Só conseguimos vencer este obstáculo quando realmente nos despimos de todas as camadas que falsamente nos protegem. E passamos da falsa e cômoda sensação de segurança para a dura realidade de aprendermos a conviver conosco mesmo. Com toda a dor e a delícia de ser o que se é. Por isso não acredite que alguém quer ver você sucumbir. Assuma que a responsabilidade é toda sua, boa ou ruim, tudo que você agrega na sua vida é crédito seu mesmo!

LKV

foto:reprodução
*(este texto já foi publicado aqui no blog)
crônica, moda

atitude fashion forever!

beautiful-316287_960_720

Tem mulheres que já nasceram com muito estilo, outras adquiriram com o próprio amadurecimento. O importante é manter a sua atitude fashion sempre, mesmo que você ache que já tenha passado da idade. Porque o que vale mesmo é acreditar no poder feminino, independente de quantas velinhas você já tenha soprado nesta vida.

Muitas “senhorinhas idosas” dão um banho de charme e de elegância em muitas menininhas por aí (que ainda estão longe dos “enta”). O tempo é uma coisa muito relativa, está mais para um estado da alma do que algo que tange o corpo físico. Depende da autoestima de cada mulher, da valorização que cada uma concede a si mesma.

Falando no quesito: moda….Por que? Está ligado a aparência e a auto imagem que temos de nós mesmas. Sem enaltecer a vaidade excessiva, concorrente voraz de uma obsessão pela juventude, mas ao cuidado que temos com a nossa aparência.

A roupa também é um reflexo do que somos, do que transmitimos para o mundo. É aonde entra a moda. Não precisa estar dentro das tendências! E sim ser fiel ao seu próprio estilo. De acordo com aquilo que deixa você à vontade, que traz bem-estar, que harmoniza com o seu corpo, isento de formas físicas…

metaphor-1209691_960_720
by unsplash

É por isso que este post é dedicado às mulheres maduras. É também para as mais jovens se inspirar nelas, naquilo que seremos amanhã. Porque muitas vezes nos deixamos vencer pelo cansaço e pela preguiça, e ficamos assim meio “largadinhas”! Como se um carro tivesse passado por cima da gente!

Vamos lá! Sem esquecer da alegria, do amor próprio e do batom!

Fiz uma seleção de looks com mulheres maduras “mega estilosas” para fazer você repensar. Acreditar no seu poder e aceitar que o estilo não morre nunca! A atitude fashion é para sempre!

(ps.: esta admiração também vai para a minha mãe, que ainda mantém o estilo e o incentivo às filhas!)

LKV

fotos:Pixabay/reprodução