crônica, inspiração, moda

conheça um pouquinho da trajetória de Jum Nakao

Jum Nakao vai muito além do fashion design.

jum-nakao

Um nome que marcou a moda brasileira e que invadiu o cenário das artes plásticas, Jum Nakao, pode ser considerado um designer brasileiro de sucesso no mundo todo.

Radicado em São Paulo e neto de japoneses, de onde nasceu a origem de seu nome, Jum imprime a sua personalidade forte em todos os seus trabalhos.

costura-do-invisivel-jum-nakao

O ano: 2004, o lugar: São Paulo, o evento: São Paulo Fashion Week.

Neste momento, que já está no passado da moda brasileira, Jum Nakao escreveu de vez o seu nome no consagrado e seleto mundo dos designers.

Com o desfile “A Costura do Invisível”, fez história quando levou às passarelas modelos vestidas com roupas de papel, isso mesmo, papel vegetal em diferentes gramaturas; e completando o look, maquiagem e perucas do tipo playmobil. Foi sensacional, recebeu o título de desfile da década.

O trabalho era minucioso e foi modelado no próprio corpo das modelos da maneira oriental, ou seja, perfeita. Os detalhes simulavam rendas e brocados, através do trabalho manual elaborados nos relevos do papel.

Ao final do desfile, as modelos rasgavam os papéis, simbolizando, de um modo palpável, a efemeridade da moda. Foi o ápice, inesperado, e um desapego jamais demonstrado antes. Criador destruindo a criação!

Depois disso, Jum poderia não ter produzido nada tão fantástico quanto àquele evento único. Ao contrário, são dezenas de trabalhos importantes, que, cada vez mais, o consagraram como designer reconhecido internacionalmente.

jum-nakao-instalacao-shopping
Um dos seus últimos trabalhos, uma instalação num shopping, Jum criou uma instalação lúdica e futurista, onde as pessoas podiam interagir, transcrevendo seus desejos para serem enviados através de balões.

Estar naquele local e interagir com aquela instalação significava entrar num outro mundo, o mundo dos sonhos. Quem teve a oportunidade de passar por lá, podia sentir-se assim, toda a atmosfera contribuía.

Jum Nakao, um designer, um artista, um nome que representa a força e a sensibilidade em prol de uma identidade.

LKV

fotos:reprodução
Anúncios
crônica, moda

o design da moda de Gloria Coelho e suas inspirações

Com olhar futurista e traços minimalistas, a estilista que já completou 40 anos de carreira, mostra que se reinventar faz parte da vida. Dona de um estilo inconfundível e dos acabamentos impecáveis traz a sofisticação para o fashion design brasileiro.

gloria-coelho-design-de-moda-1
Gloria Coelho

Desde criança a estilista Gloria Coelho tinha alguma ligação com a arte. Gostava de escrever e pintar. Cursou o Instituto Berçot, em Paris, onde começou no mundo da moda.

Lançou sua primeira coleção em 74 e sempre fez sucesso com a sua criatividade. A arquitetura é uma influência constante em seus trabalhos. Com linhas retas, cartela de cores reduzida, detalhes curvilíneos, simetrias e estampas discretas, o design de Gloria é cultuado pelas mulheres mais requintadas e ligadas na moda brasileira.

gloria-coelho-design-de-moda-2
o design de Gloria Coelho

Em suas coleções pode se perceber referências ecléticas, desde a arquitetura, o futurismo, a arte, passando pela física quântica e até o misticismo. Coisas que só ela sabe mixar, tornando cada peça da sua coleção uma obra única, diferenciada e inserida num universo especial de sentimentos.

gloria-coelho-design-de-moda-3
Gloria Coelho SPFW/2016

No que diz repeito à modelagem, é particularmente detalhista e se vê de longe a perfeição do caimento das roupas e dos acabamentos. Quanto à mistura de tecidos também dá show, sempre, investindo principalmente em inovações tecnológicas.

Em seu último desfile, no SPFW verão 2018, Gloria inovou mais uma vez, trazendo à passarela e vestindo a sua coleção, mulheres da vida real, como Marina Lima e Julia Petit.

Apaixonada por cachorros, interessada nos estudos da cabala e da astrologia, e autointitulada de “careta”, sabe como ninguém conviver com as suas facetas e reunir tudo num só conceito que define toda a sua personalidade.

LKV

fotos:reprodução

 

moda

o seu quadril largo é um problema para você?

Se a resposta for não, MARAVILHA! É isso mesmo temos que encontrar a nossa própria beleza do jeito que somos.

Mas se a resposta for sim, você precisa urgentemente mudar este conceito.

QUADRIL-LARGO-JEANS

Somos mulheres que sim, temos quadril largo, bumbum grande, coxa grossa. A maioria da população feminina do nosso país é feita por mulheres com este biotipo. Podemos até nos inspirar em estilos europeus e modelos americanos de se vestir, mas temos que adaptá-los para o nosso padrão. A beleza do mundo é esta diferença!

Existem muitas dicas de como disfarçar o quadril largo apenas com as roupas. Deixando um look mais equilibrado, criando uma ilusão de ótica e fazendo a felicidade de quem o espelho reflete.

Aí vão algumas dicas para suavizar o quadril largo, se ele incomodar…

1 Procure dar a mesma proporção ao look, tanto na parte de baixo quanto na parte de cima. Ou seja, crie um artifício fashion para a parte de cima. Como uma cor ou estampa mais chamativa, uma modelagem ampla, ou um detalhe que dê mais volume na parte superior (um bom exemplo são os babados, que estão em alta).

Dê preferência à peças mais compridas em cima, que ultrapassem a altura do quadril. Blazer, colete alongado e camisa mais extensa.

3  Use a peça de cima por fora da calça ou saia. Este truque cria menos volume e não marca tanto a silhueta.

4 Não use roupas muito justas na região do quadril, com certeza, ela vão ressaltar o volume.

5 Mude o foco da atenção, ou seja, chame o olhar dos outros para outro ponto, como um decote, por exemplo. (Não precisa exagerar!)

Porém, a ideia deste post é a de valorizar a mulher e as suas curvas. Se quiser seguir as dicas acima, tudo bem, a opção é toda sua.

Quero fazer diferente, não só mostrar o que está certo ou errado, mas sim oferecer muito mais inspiração pra você ser feliz da maneira que quiser. E afirmar que sim, podemos usar roupas lindas, estar fashion, e se vestir muito bem como todas as nossas formas arredondadas.

Confira esta seleção de looks que provam que a beleza é muito mais do que o tamanho do quadril representa.

Kim Kardashian, a fashionista

KIM-KARDASHIAN

Fátima Bernardes, a bem vestida

FATIMA-BERNARDES

Mulheres maravilhosas…

KIM-KARDASHIAN-LOOKS

QUADRIL-LARGO-SHORTS

Espero que tenha ajudado e que vocês tenham gostado!

fotos:reprodução
crônica, moda

a sensibilidade de Ronaldo Fraga

Que Ronaldo Fraga é um mestre do nosso fashion design acho que ninguém duvida. Além de criar moda com personalidade, ele abusa também da sensibilidade. Dá pra notar isso em seu trabalho, que há anos vem mostrando o seu lado criativo e autoral.
45189_ronaldo1.jpg

Ronaldo começou a aparecer e ser reconhecido a partir da semana de moda Casa de Criadores. Foi quando a moda brasileira começou a criar uma identidade. Ele foi mostrando talento, coleções diferenciadas e está até hoje se reinventando e emocionando através das suas roupas.

Simples assim? Parece! Para quem trabalha no mundo fashion sabe das dificuldades de criar, produzir e manter uma marca respeitada no atual mercado. Mas, quem está de fora, olha o glamour e acha que é só inventar uma coisa diferente e ponto. Fácil, né?

Quem é gênio deve saber esta resposta.

ATT00330.jpg

Voltando à sensibilidade do Ronaldo, seu último desfile na semana de moda de São Paulo, deu mostra disso. O tema da sua última coleção “El Día que me Quieras”, tango de Carlos Gardel, na verdade, foi inspirada na loja (com o mesmo nome) que o estilista Ney Galvão tinha em Itabuna, na década de 70, o local era referência para travestis. A coleção tinha um ar retrô, com referências aos anos 20, 30 e 40, com muita estamparia trompe l’oeil, técnica artística que cria uma ilusão ótica que faz com que formas aparentem possuir três dimensões.

ronaldo-fraga-1.jpg

O desfile foi emocionante, as modelos eram todas transexuais, ao final todas dançaram, e Ronaldo mais uma vez inovou e expressou sua sensibilidade, mostrando a sua provocante visão do que significa ser mulher na atualidade; quais necessidades e interesses.

Mais do que coleções de roupas, estilistas vendem sonhos, traduzem desejos, inovam e são os primeiros a mostrar uma nova direção a ser seguida. Trabalhar com tendências, antecipa a vontade que ainda está no inconsciente de cada um, de um coletivo. Por isso a emoção que Ronaldo causou, tão legítima, demonstra a empatia pela diversidade. A diversidade que existe, mas que ainda não é bem compreendida. Sob a ótica genial e desafiadora que poucos conseguem alcançar.

A moda tem um viés sociológico que é inevitável encarar porque decifra a mais íntima ânsia e que é transmitida através da maneira como nos comportamos, vivemos, vestimos….Poucos conseguem enxergar.

O que mais importa não é simplesmente a roupa (claro que é o produto principal, com muito valor agregado e também subjetivo), mas a mensagem e o recado que se quer mandar e o objetivo a ser alcançado. O meio a ser usado pode ter diferentes modos para um artista se expressar. A sua assinatura se reconhece de longe.

LKV

fotos: reprodução/internet
crônica

parabéns zuzu angel!

5266092
zuzu angel

Hoje, o doodle do google, presta uma homenagem à Zuzu Angel. Pelo que pude perceber uma das poucas diante da importância que este nome teve para o Brasil. Já ouviu falar em Zuzu Angel? Para quem não a conhece, Zuzu foi uma renomada estilista brasileira e ficou muito conhecida também no exterior. Hoje seria seu aniversário de 94 anos. Nascida em Minas, criada na Bahia e radicada no Rio de Janeiro, suas roupas eram a cara desta mistura da cor e da textura da brasilidade feminina. Com seu talento nato mostrou para o mundo que a mulher brasileira pode ser feminina e sexy sem ser vulgar. A identidade do seu trabalho eram as estampas e os trabalhos manuais, onde misturava renda, seda, fitas e chitas com temas regionais e o folclore, misturando desenhos de pássaros, borboletas e papagaios. Junto à isso adicionava as pedras brasileiras, fragmentos de bambu e conchas. Era sucesso, principalmente, nos Estados Unidos dos anos 60 e 70. Fez história na moda brasileira.

Sua morte, em 76, no túnel Dois Irmãos (RJ) que hoje leva o seu nome, foi descrita como “acidente de carro”. Uma morte suspeita pois Zuzu enfrentava de frente a ditadura militar da época e reivindicava a busca do corpo do seu filho, Stuart Angel Jones, torturado e morto por lutar contra o regime da ditadura.

cartaz/filme
cartaz/filme

Hildegard Angel, sua filha e jornalista, fundou o Instituto Zuzu Angel (IZA). Lugar onde a memória e o trabalho de Zuzu estão vivos e presentes, incentivando a criação e a produção da moda brasileira.

Se você quiser conhecer mais da história de coragem desta mulher assista ao filme Zuzu Angel, com Patrícia Pillar como protagonista.

zuzuroupas
reprodução

0001_colecoes_zuzu_angel1

Dateline-Collection-by-Zuzu-Angel-1972-Acervo-Instituto-Zuzu-Angel