crônica, moda

já ouviu falar em sincroina na moda e no amor?

Nunca imaginei que isso existisse, mas depois de conhecer a história deste casal acredito que sim! E que as pessoas podem ser felizes à sua maneira, que é inigualável.

Cada indivíduo é único no mundo com suas limitações e suas virtudes. Cada um se expressa do jeito que for conveniente. Cada ser pode transmutar as próprias características físicas e ousar se expressar através das suas roupas. É por este caminho que a moda entra.

A moda sempre foi um meio de apresentar um pouco da personalidade das pessoas. Não adianta dizer que não, porque mesmo que você não ligue a mínima para a fashion industry, ela esta aí, onipresente, invadindo a nossa vidinha simples. Mesmo que você seja básica e use jeans, tênis e camiseta; vai ser obrigada a vestir alguma coisa para sair de casa, afinal de contas na nossa civilização é bem comum andar vestido nas ruas!!!

Por isso a moda é uma maneira de expressão, de aparentar visualmente nossas vontades ou desejos. Para trabalhar, você usa uma roupa mais formal; para ir à praia, usa roupa de banho; para passear, uma roupa mais confortável… E por aí vai.

Por incrível que pareça um casal japonês decidiu mostrar a sua sincronia afetiva através das roupas também. Moda e amor, uma parceria muito romântica.

Às vezes até acontece, sem querer, você e o seu parceiro vestir alguma peça da mesma cor, por exemplo. Mas isto sem nada planejado, apenas pela convivência diária isto acontece. Freud deve explicar!

Só que de propósito, combinando mesmo, com a intenção de parecer igual, é bem inusitado. Deve ser uma tendência dos países asiáticos. A ideia é cool, divertida e dá um ar de jovialidade ao casal já vivido.

Tomi e Tsuyoshi Seki, casados há 36 anos, diariamente combinam seus looks e ainda fotografam para compartilhar no Instagram (@bonpon511). Já possuem quase 600 mil seguidores e são uma dupla muito fashion. Usam listras, preto e branco, xadrez vichy. Abusam da criatividade!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Conseguiu entender por que a moda e o amor podem combinar tão bem? Não é só uma questão de estilo. É também uma parceria que combina pra vida, pro cotidiano, pra fortalecer uma relação. Existe, além de roupas combinadas, existe uma reciprocidade de afeto, de respeito, de uma troca mútua de dar e de receber.

Para nós: pode servir de inspiração para muitas coisas… Para o casal: vida longa, que continuem dando exemplo de amor e cumplicidade. E, o mais importante nos dias difíceis no qual vivemos, liberdade de expressão.

A lição que fica é a de viver uma vida de maneira mais leve, sem tantos conceitos já estabelecidos e podendo se divertir independente da idade.

LKV

fotos:reprodução
Anúncios
crônica

construindo um bom exemplo

reprodução/facebook
reprodução/facebook

Quando li sobre esta menina fiquei admirada e por isso decidi divulgar a sua história. Ela se chama Hailey Fort, é norte americana, tem 9 anos de idade e além de saber o significado da palavra generosidade, apesar da pouca idade, também já aprendeu o que é o altruísmo. Hailey mora em Bremerton e começou a sua saga quando um amigo perdeu o emprego que tinha num supermercado. Ela decidiu ajudá-lo para que o amigo não ficasse desabrigado, ainda mais com o clima que faz na sua cidade. Este foi o primeiro abrigo que ela construiu. Em 2014, doou 58 quilos de vegetais para a sua cidade. Isto aconteceu depois de ter comprado um sanduíche para um homem que vivia na rua. A partir daí, ela decidiu plantar alimentos no jardim da sua casa para ajudar a alimentar mais pessoas.

reprodução/facebook
reprodução/facebook
reprodução/facebook
reprodução/facebook

Atualmente, a menina dedica o seu tempo livre para construir abrigos e para plantar alimentos em sua casa. Vive entre a marcenaria e a jardinagem. Dedica-se para ajudar pessoas carentes. Já recebeu doações de algumas instituições e pretende investir na construção de mais abrigos. Um grande exemplo vindo de uma menina ainda tão pequena. Atitudes como esta comprovam que o ser humano, o afeto, e a solidariedade são mais importantes que tudo.

LKV

reprodução/facebook
reprodução/facebook
crônica

você acredita?

Mais uma vez o mundo animal nos surpreende com imagens e atitudes fantásticas. Depois da cachorrinha que ajuda a limpar o rio Tietê, agora foi a vez do coala Phantom, na Austrália. Ele, com apenas seis meses, e sua mãe foram atropelados na estrada Warrego, e levados ao hospital do Australia Zoo. Phantom não teve ferimentos graves, mas sua mãe Lizzy, teve trauma facial e pulmonar e por isso teve que passar por uma cirurgia delicada. Até aí tudo ok! O inacreditável foi que o filhote não desgrudou do lado da sua mãe em nenhum momento e permaneceu abraçado com ela o tempo todo na mesa de cirurgia. Muito fofo! É o mundo animal mostrando que o amor, a família e o cuidado estão sempre em primeiro lugar. Dando exemplo! O que muitas vezes, o ser humano faz questão de esquecer!

LKV

baby-koala-mom-surgery-australia-zoo-21-850x425
reprodução/australia zoo
baby-koala-mom-surgery-australia-zoo-8-718x479
reprodução/australia zoo
baby-koala-mom-surgery-australia-zoo-11-821x479
reprodução/australia zoo
crônica

coragem!

Ontem o cachorrinho intitulado “Coragem” fez o trabalho de muita gente. Catou de dentro do rio Tietê, em São Paulo, várias garrafas pets. Como se estivesse incomodado com a sujeira, sozinho, fez a sua parte. Muito corajoso mesmo! O ser humano suja e o cão limpa. Belo exemplo! Pena que existem poucos corajosos por aí….Acredito que esta cena vai ficar na lembrança, pelo menos na minha. Precisamos realmente de muita coragem. Coragem pra mudar os fatos. Coragem pra combater a corrupção. Coragem pra enfrentar a política brasileira. Coragem pra sair às ruas. Coragem pra corrigir os problemas. Coragem pra melhorar a educação. Coragem pra ler os jornais diariamente. Coragem pra ter muita esperança de dias melhores pro nosso país.

LKV