crônica

dança comigo…

by Karl Heinz Boehmer
by Karl Heinz Boehmer

E se ninguém te tirar pra dançar? Ou ir ao cinema? Ou tomar um sorvete? Podem ser questões bem antiquadas, como já disse, vivi boa parte da minha vida nos anos 80 e naquela época era assim… Os grandes eventos que tínhamos eram as festinhas americanas, que geralmente aconteciam nos salões de festas dos prédios, sem toda essa infraestrutura que se tem hoje. Obviamente que hoje em dia, os adolescentes não sabem o que isso significa, mas eu acho que é apenas uma questão de troca de nome de evento, hoje o pessoal vai pra balada mesmo…. No nosso tempo as dúvidas e os medos eram diferentes, a maioria das meninas (inclusive eu!) pensava: “e se nenhum menino me chamar pra dançar???” Ainda dançávamos música lenta de casalzinho. Era o fim! Enfim, acho que todas sobreviveram a isso!
Apesar da distância do tempo e do estilo de vida que existe hoje, as dúvidas e as inseguranças femininas continuam.
Lendo uma matéria sobre o que os homens acham das paranoias femininas, dá pra perceber que os homens não ligam a mínima para as nossas paranoias. Nós, mulheres, é que nos preocupamos com as nossas questões, com pneuzinhos, celulite, estrias, cabelos, pele ou cravos e espinhas…. Coisas insignificantes!
Mas por que será que precisamos da aprovação ou apoio dos homens? Porque, mesmo com toda a independência, bem lá no fundinho, ainda precisamos deles pra viver. Será mesmo? Parece que a vida sem os homens é um pouco sem graça (afinal de contas, com quem implicaríamos?). Estamos sempre tentando buscar o equilíbrio, contudo, só sei que ninguém que ficar solteiro ou sozinho.
Para dançar precisamos ser convidados ou convidar, aceitar o convite e entrar no mesmo ritmo do parceiro e da música, o que pra ser bem sincera, não é muito fácil. A maioria das separações ou “solteirices” hoje acontece pela falta de sintonia, cada um querendo puxar para um lado. Como solucionar? Tem gente que prefere nem aprender a dançar, outros que se jogam em vários ritmos diferentes, o correto mesmo é buscar a harmonia, o que nem sempre acontece. Mas acho que, o que resolve, é encontrar o parceiro certo, no ritmo certo, o que pra alguns é bem difícil. E você, vai ficar aí parado ou vai dançar com alguém?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s